Agrupamento de Escolas Eugénio de Andrade

.

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Enviar por E-mail Versão para impressão PDF

A frase de Aristóteles: «Nós somos o que fazemos repetidamente. A excelência, portanto, não é um acto, mas um hábito» é também uma condenação ao insucesso. Nas aulas de Educação Física podemos aperfeiçoar o sucesso, é certo, mas podemos também, embora seja raro, afinar esse insucesso. Na nossa escola temos sido eficientes em ambas as coisas. Assim é necessário um esforço para que o Desporto não seja apenas competição, conhecimento, saúde, previsão metódica, ciência, matemática e treino. É preciso um gesto. Um braço estendido para lá da repetição e da rotina. Do outro lado, está algo inesperado: e isso é algo que, ao preverem repetidamente, essa lição, a Catarina Pires (6ºB), a Maria Luís e a Anita (5ºA), a Ana Margarida (5º B), a Iara e a Rita Guimarães (5ºC), o Tomás Pereira (6ºS), o Nelson e o Júnio (8º S), nos fizeram provar, entre mais de cinco mil atletas, com as suas disputas nas Provas de Corta-Mato Regional, realizadas no Parque da Cidade, no passado dia 9 de fevereiro.

(ver quadro das classificações finais aqui)